Postos de saúde de Belo Horizonte abrem neste sábado (30) para o Dia “D” da Campanha Nacional de Vacinação para adultos contra o sarampo

Acontece neste sábado (30) o dia “D” de imunização contra o sarampo para o público jovem entre 20 e 29 anos. Os 152 postos de saúde de Belo Horizonte estarão abertos entre 8h e 17h, na expectativa de alcançar o maior número de público possível. O objetivo dessa mobilização é reforçar a importância da vacinação.

 Doença infecciosa grave, o sarampo é causado por um vírus, transmitido pelo contato direto com o doente, tosse, espirro, fala, afetando principalmente as crianças. Os principais sintomas abrangem febre, tosse, manchas avermelhadas na pele e conjuntivite.

A vacina tríplice viral protege contra o sarampo, rubéola e caxumba e é a única forma da população se proteger ante as consequências da doença. Seguro e eficaz, a vacina apresenta quase 100% de cobertura, o que não significa que o paciente não possa apresentar alguma reação. Ao contrário, algumas pessoas podem ter sintomas como febre e dor local, porém são poucas as chances de reações se comparado com a imunização que a vacina proporciona.   

Segundo a coordenadora técnica de imunização, Gisele Nacur, da Secretaria de Saúde de Minas Gerais, as susceptíveis reações estão relacionadas, muitas vezes, ao número de doses que a mesma pessoa tomou em um curto período de tempo. “Até 2013, a atividade de imunização não estava informatizada, então uma mesma pessoa pode ter se vacinado mais vezes”. 

Segundo a coordenadora, parte do público jovem ainda não se vacinou contra o sarampo. “Na faixa etária de 15 a 29 anos (registros anteriores eram feitos nessa faixa) temos apenas 51%, ou seja, temos aproximadamente 150 mil pessoas de 20 a 29 anos de idade, sem registros de doses para o sarampo em nosso município”.

Erradicação do sarampo

A campanha nacional de vacinação contra o sarampo teve início em outubro, apresentando duas fases, a primeira tinha como público alvo as crianças na faixa etária de 6 meses a 5 anos de idade, que aconteceu entre os dias 7 e 25 de outubro e a segunda fase que começou dia 19 de outubro e se encerra dia 30 de novembro abrange o público entre 20 e 29 anos.

 “A expectativa com o final da campanha contra o Sarampo é que consigamos atingir 95% de cobertura vacinal em todas as faixas etárias, a qual é necessária para impedir a circulação do vírus em nosso município”, afirma Gisele Nacur.

Considerada erradicada na América Latina desde 2016 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o sarampo voltou a ser motivo de preocupação aos brasileiros em decorrência dos surtos registrados nos estados do Amazonas e Roraima em 2018. A partir de então, o volume de casos se tornou crescente no país. Segundo o último boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde, mais de 5.600 casos da doença foram confirmados em 19 estados do país. Esse número representa 15,3%, dos 36.939 casos suspeitos, notificados no período de 90 dias.

Os dados demonstram uma redução de 17,1% dos casos confirmados, entre os meses de agosto e outubro se comparado ao monitoramento de julho e outubro que confirmam 6.828 casos de sarampo pelo Brasil. Apenas em 2019, já foram registrados 49.613 casos suspeitos da doença, desses 10.429 confirmados. Por sarampo, já foram confirmados 14 óbito sendo 13 no estado de São Paulo.  

:: Mariana Melo

Leave a reply